GOVERNO DO ESTADO

Cachês atrasados ameaçam fechamento da Sociedade dos Forrozeiros Pé de Serra

Um grupo de artistas pernambucanos compareceu nesta tarde à sede das promotorias de justiça de Olinda para pedir apoio ao Ministério Público

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/01/2016 às 16:15
Leitura:
Foto: Cortesia


Um grupo de artistas pernambucanos composto por cantores como Santana, Nádia Maia, Petrúcio Amorim, Cristina Amaral e Rogério Rangel compareceu nesta tarde a sede das promotorias de justiça de Olinda para pedir apoio ao Ministério Público por causa do não pagamento do cachê referente aos shows do São João 2014 realizado em todo o estado.

Segundo a advogada do grupo, Sumaia Calazans, a verba devida pela Empetur atualmente é de R$ 7,5 milhões. A representante legal do grupo explica o que eles esperam do encontro realizado com a promotora substituta Maíza Silvia Melo de Oliveira. “Como advogada há 27 anos não entendo por que esse pagamento não foi efetuado. Já que o serviço foi executado e prestado. Existe artista no nosso meio que está passando fome, necessidade”, disse. “Não há como aguardar mais esse pagamento”.

Lélia Perlim traz os detalhes:

Ainda de acordo com a advogada o problema prejudica a Sociedade dos Forrozeiros Pé de Serra que corre o risco de fechar as portas.

Mais Lidas