OLINDA

Arquidiocese precisa de cerca de R$ 4 milhões para iniciar restauro do Seminário Nossa Senhora da Graça

O local edificado no Século XVI reúne os traços da arquitetura jesuítica no Brasil. O Seminário também foi um dos quartéis generais da Revolução Pernambucana de 1817

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/01/2016 às 8:56
Leitura:
Foto: Isabela Dias/Rádio Jornal


O conjunto arquitetônico do Seminário e Igreja de Nossa Senhora da Graça, que fica no Alto da Sé em Olinda, foi interditado no dia 28 de maio do ano passado após três vistorias da Defesa Civil do Município. O local edificado no Século XVI reúne os traços da arquitetura jesuítica no Brasil.

Foto: Isabela Dias/Rádio Jornal


Além disso, o Seminário foi um dos quartéis generais da Revolução Pernambucana de 1817. Atualmente, o telhado e o primeiro piso correm o risco de desabar e a ação dos cupins na estrutura de madeira é visível. O Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e o Ministério da Cultura deram o “ok” para a captação de recursos.

Até uma cobra foi encontrada dentro do Seminário de Olinda. Foto: Isabela Dias/Rádio Jornal


A arquidiocese lança nesta terça-feira (12) a campanha para restauração da Igreja e do Seminário de Olinda. A gestora de projetos da Comissão para Restauro e Conservação, Telma Liege, fala dos benefícios do projeto:

Empresas interessadas em colaborar podem acessar o site www.reconstrucaodoseminario.org e conhecer detalhes do projeto. Saiba mais na reportagem de Isabela Dias:

Mais Lidas