VISITA

Em visita ao Recife, Ministro da Defesa Aldo Rebelo comenta as ações do Estado para conseguir o hub da Latam

Combate ao mosquito Aedes aegypti e Operação Vidas Secas, também foram assuntos comentados

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/01/2016 às 0:57
Leitura:
Foto: Fernando da Hora/JC Imagem

Nesta terça-feira (12), o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, veio ao Recife para fazer uma visita protocolar ao Comando Militar do Nordeste, no Curado. O Ministro também vai conhecer a operação carro pipa do Governo Federal que o Exército apoia, e comentou a Operação do Combate ao mosquito da Zika.

O Ministro já esteve com o Governador Paulo Câmara em duas ocasiões para discutir a liberação de uma área na base aérea da Aeronáutica, solicitada pelo Governo de Pernambuco para receber o hub da Latam. De acordo com Rebelo, a conclusão de um estudo mostra que a solicitação é possível, mas é preciso uma contrapartida do Governo Estadual.

“Essas contrapartidas são negociadas. São várias alternativas. A própria Aeronáutica negocia diretamente com o Estado. O mais importante é você concluir os estudos e separar a área. Eles querem inclusive construir uma segunda pista, como uma condição importante para que o Estado concorra em condições favoráveis para trazer a Latam. O prazo mais demorado era o estudo, e esse já foi concluído’’, falou o Ministro.

A informação foi passada nesta terça-feira, durante visita ao Sistema Jornal do Commercio de Comunicação. O Ministro ainda esteve no Comando Militar do Nordeste, na BR-232, e nesta quarta-feira, vai até Garanhuns conhecer a área da Operação Carro-Pipa, na zona rural da cidade. O Ministro falou ainda sobre atuação dos militares no combate ao mosquito Aedes aegypti. Mais de 700 homens estão atuando aqui em Pernambuco, num trabalho de suporte.

Rebelo também destacou as obras de transposição do São Francisco que beneficiarão mais de 12 milhões de pessoas em 390 municípios nordestinos. Questionado sobre o impacto da Operação Vidas Secas, da Polícia Federal, que investiga o superfaturamento das obras, disse: “Espero que as duas coisas aconteçam paralelamente. Porque desviar recursos de água para a população, sinceramente, é uma coisa inaceitável”.

Para o início dos trabalhos políticos em 2016, o Ministro da Defesa falou que o Governo Federal precisa reorganizar a base aliada e que a Câmara dos Deputados deve começar o ano numa situação instável por conta do processo no Comitê de Ética contra o presidente da casa, Eduardo Cunha.

Confira a reportagem de Ísis Lima:

Mais Lidas