POLÊMICA

Urbana-PE propõe aumento de 32% nas tarifas de ônibus da Região Metropolitana do Recife

A Frente de Luta pelo Transporte Público vai protestar contra o reajuste da tarifa nesta sexta-feira

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/01/2016 às 16:25
Leitura:
Foto: JC Imagem


O debate sobre o reajuste das tarifas de ônibus para 2016 na Região Metropolitana do Recife começa nesta sexta-feira (15), com o início das reuniões do Conselho Superior de Transporte Metropolitano. O sindicato que representa as empresas de ônibus, Urbana-PE, apresentou nesta quarta-feira (13) a proposta de reajuste nos preços das passagens.

A sugestão do órgão é de um aumento de 32% no anel “A”, que passaria de R$ 2,45 para R$ 3,25. Já o anel “B”, passaria a custar R$ 4,40.

Para o presidente da Urbana-PE, Fernando Bandeira, o reajuste é necessário e acontece em várias cidades do Nordeste. “Há a necessidade de realinhamento tarifário em torno de 30%. Se você olhar as tarifas do Brasil, você que realmente isso acontece”, defendeu, dizendo que quase todas as tarifas atuais do Nordeste estão acima de R$ 3, citando exemplos.

Confira os detalhes na reportagem de Pedro Souza:

Fernando Bandeira ainda justificou o reajuste com o aumento nos custos de manutenção do sistema, como o pagamento de funcionários e gastos com óleo diesel. Sobre os protestos que já estão sendo organizados, Fernando Bandeira diz que, quando não há depredações, eles são democráticos. “Eu acho que protesto é democracia, desde que respeite a posição das outras pessoas”, disse.

A Frente de Luta pelo Transporte Público vai protestar contra o reajuste da tarifa nesta sexta-feira (15), a partir das 7h30, na praça do Derby, área central do Recife.

O movimento ainda teceu críticas ao governador Paulo Câmara e cobrou as promessas de campanha feitas nas eleições de 2014, quando o gestor mencionou o congelamento das tarifas e a bilhetagem eletrônica.

Mais Lidas