Desejo e espera foram os temas do Atitude Adotiva desta quinta-feira

A expectativa e a ansiedade fazem parte da espera para quem deseja adotar uma criança

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 14/01/2016 às 23:25
Leitura:
Reprodução

Professor da Universidade Federal de Pernambuco e presidente da Associação Pró-adoção e Convivência Familiar, Gead Recife, Guilherme Moura, que também é pai adotivo conversou com Ismaela Silva no programa Movimento desta quinta-feira, (14).

A espera e a expectativa fazem parte da trajetória de quem deseja adotar um filho. Quem quer adotar uma criança, deve ter em mente que "a vontade de ser pai e mãe deve ser maior que o desejo de querer fazer caridade", comenta Guilherme Moura. Os reais motivos de adoção devem ser levados em conta para a tomada da decisão. "Do desejo nasce a espera, mas é preciso que essa espera não se converta em uma expectativa frustrada", acrescenta Moura. É por esses e outros motivos, que as Varas de Infancia e Juventude conversam com os pretendentes à adoção, sublinhou o presidente do Gead Recife.

Os cuidados, a espera na fila de adoção, os verdadeiros motivos para quem quer ter filho devem ser avaliadas. Confira os pontos discutidos pelo presidente do Gead Recife e também pai adotivo sobre o assunto. Confira:

Mais Lidas