JUSTIÇA

Vizinhos saem em defesa da mãe de bebê de 11 meses atacado por pitbull no Ibura

A feirante foi presa por abandono de incapaz. Mãe deixava o menino e a filha de 13 anos na casa da avó para poder trabalhar

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/01/2016 às 7:52
Leitura:
Imagem: divulgação


O menino Nicolas Johab Ferreira da Silva, de 11 meses de vida, segue internado no Hospital da Restauração em estado grave. Ele foi atacado no último sábado (16) pelo animal de estimação da avó, o cachorro conhecido como Babuíno, na residência da família em Jardim Monte Verde, no Ibura. Na tentativa de salvar o bebê, o animal foi sacrificado.

A mãe da criança, identificada como Karla, trabalha como feirante no Mercado de São José e, para poder ir ao trabalho, deixa o bebê sob os cuidados da filha mais velha, de 13 anos. Os três moram no mesmo terreno da casa da avó materna, pois Karla não tinha dinheiro para pagar aluguel.

A mulher foi presa em flagrante por abandono de incapaz e encaminhada para a Colônia Penal Feminina, no Engenho do Meio. O repórter Roberto Carvalho conversou com a mãe do bebê logo após de receber a notícia da prisão. Ela diz que precisava ir trabalhar para poder conseguir criar os filhos.

Um abaixo assinado está sendo feito por moradores para pedir a liberdade da mãe do bebê. Uma das vizinhas, a dona de casa Maria de Fátima, discorda da ação da polícia e diz que Karla é uma pessoa trabalhador.

Em entrevista à Rádio Jornal, o advogado especialista na área de família, João Bosco Albuquerque, afirmou que a prisão foi arbitrária e abusiva. Ouça a entrevista completa:

Mais Lidas