INSEGURANÇA

Depois de fuga de detentos do Frei Damião de Bozzano, o medo toma conta da população

No anonimato, um dos moradores da área relata que pretende ir embora. Ele alugou uma casa em frente ao presídio por R$ 700 há aproximadamente uma semana

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/01/2016 às 13:28
Leitura:
Foto: Tato Rocha/JC Imagem


O clima de insegurança vivido diariamente pelos moradores do entorno do Complexo Prisional do Curado foi agravado depois da fuga de dezenas de detentos do Presídio Frei Damião de Bozzano, no fim de semana.

As pedras arremessadas no momento da explosão do muro da unidade danificaram portões e muros de casas localizadas na Rua Maria de Lourdes da Silva. Vidros, portas, teto e até a instalação elétrica de algumas dessas moradias também ficaram destruídas.

No entanto, o maior dano causado é o psicológico. No anonimato, um dos moradores da área relata que pretende ir embora. Ele alugou uma casa em frente ao presídio por R$ 700 há aproximadamente uma semana. Confira na reportagem de Lélia Perlim:



Na fuga em massa, os presos tentaram se esconder nas casas do entorno do presídio. Em setembro do ano passado, um morador do Alto da Bela Vista, comunidade localizada próxima ao Complexo do Curado, morreu em casa ao ser atingido por um tiro de fuzil durante princípio de tumulto dentro do Presídio Frei Damião de Bozzano.

Moradores e comerciantes da área convivem com o Complexo de Penitenciárias, que antes formavam o Presídio Professor Aníbal Bruno, há cerca de 30 anos.

Mais Lidas