ILHA DE ITAMARACÁ

Busca pelos fugitivos da Penitenciária Barreto Campelo segue por tempo indeterminado

A Secretaria de Ressocialização abriu uma sindicância interna para apurar a maior fuga da história do sistema prisional.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/01/2016 às 5:26
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


Dos 53 reeducandos que fugiram da Penitenciária Barreto Campelo, que fica na Ilha de Itamaracá, área norte da Região Metropolitana do Recife, 14 foram recapturados neste final de semana. Enquanto isso, o clima na unidade prisional, considerada oficialmente de segurança máxima, é de relativa tranquilidade.

O trabalho de limpeza na área externa da penitenciária para a construção de um novo muro já foi iniciado. A maior parte dos fugitivos estava numa casa de veraneio localizada no bairro do Pilar, também na Ilha de Itamaracá. Com o grupo, a polícia apreendeu armas de fogo, aparelhos celulares e cerca de R$ 1.500 em espécie.

Outros dois detentos conseguiram escapar do cerco policial e foram presos em uma área de mangue em Olinda. o secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, fala do trabalho de caça aos fugados:

A Polícia Militar promete manter um efetivo especial na Ilha De Itamaracá em busca dos demais fugitivos da Barreto Campelo. A Secretaria de Ressocialização abriu uma sindicância interna para apurar a maior fuga da história do sistema prisional.

O diretor da penitenciária, João Fernandes Cavalcanti de Barros, e o comandante do Batalhão de Guardas, Tenente Coronel Manoel, foram afastados das funções. O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, esclarece que a medida é preventiva:

Mais Lidas