SEGURANÇA

Regulamentação das cinquentinhas em PE faz número de acidentes com moto cair em 2015

O Comitê de Prevenção aos Acidentes com Motos em Pernambuco pretende ainda fazer uma mobilização de fiscalização preventiva de acidentes no carnaval

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 26/01/2016 às 16:19
Leitura:
Foto: Acervo/ JC Imagem

O comitê de prevenção aos acidentes com motos em Pernambuco divulgou nesta terça-feira (26) o balanço do número de feridos graves que deram entrada no Hospital da Restauração em 2015. A unidade de saúde, que é referência nesse tipo de atendimento no estado, registrou 3.588 acidentados graves no último ano, 7% a menos do que em 2014, quando foram 3850 entradas.

As campanhas de prevenção de acidentes e a regulamentação das cinquentinhas foram os principais fatores para a diminuição dos números, segundo o secretário executivo do comitê, o médico João Veiga. “Se comparado 2015 com 2014, houve uma queda nesses pacientes graves, aqueles pacientes que são internados na Restauração. Houve uma queda de 7%. Em 2014 nós tivemos 3850 pacientes internados graves após queda de moto”, apontou. “Isso graças ao último trimestre do ano que houve um aumento da fiscalização e a regulamentação das cinquentinhas”, concluiu.

Lélia Perlim tem as informações:

Ainda de acordo com o comitê, foram gastos cerca de R$ 600 milhões em 2014 com os feridos em acidentes de moto na rede pública estadual de saúde. Segundo o secretário-executivo do comitê esse número pode até quadruplicar quando acrescidos gastos com INSS, por exemplo. “Se você botar INSS, dias de trabalho perdido, aí esse preço ‘pipoca’, mas já não é nosso. É um gasto também do Governo Federal e da Previdência Social. Se você colocar, esse custo aí triplica ou quadruplica”, disse.

O secretário-executivo do Comitê de Prevenção aos Acidentes com Motos em Pernambuco, João Veiga, relata ainda quais as ações que o órgão planeja para que os números de ocorrências desse tipo continuem diminuindo. “A proposta é ampliar a Operação Lei Seca e convencer os prefeitos que o engajamento deles é fundamental, como aconteceu em Caruaru. Caiu um pouco mais do que o geral, por que a prefeitura de Caruaru se engajou nessa fiscalização e foi a primeira prefeitura que emplacou e fiscalizou as cinquentinhas”, argumentou.

O comitê pretende ainda fazer uma mobilização de fiscalização preventiva de acidentes no carnaval. Os valores gastos com acidentados de motos pela Secretaria de Saúde em 2015 ainda não foram divulgados.

Mais Lidas