SEM ENERGIA

Caos e falta de energia incomodam moradores do Grande Recife no dia seguinte ao temporal

Bairros da Região Metropolitana do Recife registram 18 horas sem abastecimento de energia elétrica. Em alguns pontos, não há previsão de retorno

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/01/2016 às 10:56
Leitura:
Foto: Juliana Oliveira/Rádio Jornal


Em alguns pontos da Região Metropolitana do Recife, o vórtice ciclônico com ventos de até 80km/h deixou uma sequela duradoura. Árvores e postes caíram e linhas de transmissão foram danificadas. Moradores do Cordeiro, na zona oeste do Recife, de Ouro Preto, em Olinda, e de Aldeia, em Camaragibe, relatam mais de 18 horas sem energia elétrica.

De acordo com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) cerca de 100 postes caíram, deixando algumas regiões sem há previsão de retorno. O balanço geral dos bairros atingidos deve ser divulgado ainda neste sábado. De acordo com a Prefeitura do Recife, cerca de 180 árvores caíram na capital pernambucana.

Em entrevista à Rádio Jornal, o superintendente da Celpe, Saulo Cabral, disse que o número de equipes foi reforçado para tentar agilizar o retorno da energia. A Celpe contabilizou número recorde de chamados pelo número de atendimento 0800 081 0196. Uma alternativa para comunicar a falta de luz é enviar uma mensagem de texto para o 27308. É fundamental informar o número do contrato do imóvel disponível na fatura onde ocorre o problema com a rede.

Por volta das 11h, ouvintes ainda reclamavam que o fornecimento não havia sido regularizado completamente em Aldeia, em Camaragibe; Jardim Paulista, Pau Amarelo e parte do bairro do Janga em Paulista; Ilha do Maruim, Santa Tereza, Ouro Preto e Umuarama, em Olinda; Vasco da Gama, Torre, Dois Irmãos, Casa Forte, Graças e Rosarinho na zona norte do Recife; Madalena, Cordeiro, Engenho do Meio, Torreão e Várzea, na zona oeste do Recife; Boa Viagem e Setúbal, na zona sul; na área central, parte de Santo Amaro e Boa Vista também estão sem energia.

Em caso de fiação caída ou baixa, a Celpe orienta a manter distância do fio, isolar a área e acionar a equipe técnica o mais rápido possível. Em nota, a Companhia informou que a equipe foi reforçada para agilizar o processo de reestabelecimento de energia. Leia na íntegra:

A Celpe ampliou o número de equipes de prontidão que estão atuando na recomposição da rede elétrica danificada pela intensidade dos ventos, com rajadas superiores a 80 km/h. Diante dos danos provocados e da complexidade dos serviços para restabelecer a energia, a empresa está concentrando todos os esforços para normalizar o fornecimento com a maior brevidade possível. Os trabalhos avançaram durante a madrugada e a concessionária manterá os profissionais mobilizados até a regularização total de todas as áreas afetadas.

Mais Lidas