INSEGURANÇA

Sete adolescentes ficam feridos durante tumulto na Funase de Abreu e Lima

Os internos receberam atendimento médico e não correm risco de morte. Quatro deles foram feridos por bala de borracha.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/02/2016 às 16:28
Leitura:
À noite, o clima é de tranquilidade na Funase de Abreu e Lima
Foto: Lélia Perlim/ Rádio Jornal

Uma confusão foi registrada na tarde desta segunda-feira (1) na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. Agora à noite, o clima é de aparente tranquilidade, com uma movimentação de policiais militares do 17º Batalhão de Polícia Militar, funcionários e a imprensa.

De acordo com informações de funcionários, o tumulto começou nos pavilhões 10 e 12, com a queima de colchões e cadeiras, passando para as outras alas. Disparos de advertência foram efetuados para conter os internos e dispersar a confusão.

O Batalhão de Choque e o Corpo de Bombeiros entraram na unidade no fim da tarde, e deixaram o local por volta das 19h30. Ainda não há informações oficiais sobre feridos. Na unidade, segundo funcionários, estão 209 internos, de 14 a 17 anos, divididos em 14 alas. Vale destacar que a capacidade desta unidade é de 98 internos.

Sobre o motim, a assessoria de comunicação da Funase informou que o motivo foi a disputa de grupos rivais, que cumprem medidas socioeducativas. Ao todo, 7 adolescentes receberam atendimento médico após a confusão.

Um deles é asmático e precisou ser atendido durante uma crise de falta de ar, 4 tiveram ferimentos após serem atingidos pelas balas de borracha disparadas no momento do conflito, e 2 estavam mancando, com lesões aparentemente leves.

Mais Lidas