Três dias após temporal, moradores da Grande Recife ainda sofrem com falta de luz e água

Celpe garante ter resolvido 95% dos problemas causados pela chuva e ventania da sexta-feira

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/02/2016 às 8:07
Leitura:
Foto: Juliana Oliveira/Rádio Jornal


Um vórtice ciclônico pegou a região metropolitana do recife de surpresa com ventos de até 80 km/h, chuva e muitos rádios e trovões. Isso aconteceu na última sexta-feira (29), mas os transtornos permanecem até hoje. Em algumas áreas da Região Metropolitana do Recife, moradores estão sem energia elétrica, em outras, sistemas de abastecimento da Compesa foram danificados e está faltando água.

Desesperada, uma moradora da Rua Treze de Maio, no bairro de Santo Amaro, área central do Recife, diz que o marido de 80 anos está correndo risco de vida. Ele precisa de nebulização diariamente e não está podendo realizar o tratamento. Apesar de áreas próximas terem enerfia, na casa dela falta luz desde sexta-feira:

Um ouvinte que é morador do Alto do Capitão, Zona Norte do Recife, está sem energia elétrica e sem água em casa. Apesar de não ter idoso em casa, ele diz que o prejuízo material é enorme.

A Companhia informa que mais de oitocentos profissionais continuam nas ruas na execução dos serviços. Trinta equipes vieram da Cosern, do Rio Grande do Norte, empresa que também faz parte do grupo Neoenergia, para as ações de alta complexidade.

Além da recomposição da rede elétrica, mais de cem postes danificados por quedas de árvores estão sendo substituídos. A medida em que a luz retorna a determinada área, os técnicos da prontidão se deslocam para outros pontos.

A Celpe orienta os clientes que tiveram prejuízos a procurar uma loja de atendimento entre elas as de Olinda, centro do Recife, Cordeiro e Madalena. A nova parcial do trabalho será apresentada pela Companhia na manhã desta segunda-feira (1º), na sede da Celpe, na Avenida João de Barros. O superintendente de operações da empresa, Saulo Cabral, explica que a queda de arvores complicou tudo:

De acordo com a Compesa, mais de um milhão de pessoas no Grande Recife ficaram sem água por conta da falta de energia elétrica na última sexta-feira. Dos 25 sistemas atingidos, 22 já tiveram as atividades retomadas normalmente.

A Companhia esclarece que existe um período para que a água chegue às torneiras e isso pode levar até 12 horas. Nas áreas onde há rodizio, a regularização do abastecimento ainda segue o calendário habitual do bairro.

O monitoramento em tempo real é feito no centro de controle operacional na Estação de Tratamento de Água Tapacurá, no Curado. O gerente de produção da Compesa, Eudes de Oliveira, diz que a dica no momento é economizar no consumo:

Mais Lidas