FALTA POUCO

Com o tema O Circo de Alceu Valença, Olinda abre programação carnavalesca na quinta-feira

Mais de 3 milhões de visitantes devem passar pela cidade patrimônio da humanidade

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 02/02/2016 às 15:27
Leitura:
Apresentação do carnaval de Olinda


O Circo de Alceu Valença, tema do carnaval de Olinda, vai tomar conta de uma trupe de mais de 3 milhões visitantes que devem passar pela cidade patrimônio da humanidade.

O abrir das cortinas para a festa já ocorre na quinta-feira (4), com o próprio homenageado, no Fortim do Queijo, no Carmo. E, além de Alceu, outras dez personalidades e blocos recebem atenção do carnaval da cidade. Entre elas, Eu Acho é Pouco e Flor da Lira que completam 40 desfiles, o artista plástico Carlos Ivan e Raminho de Oxóssi.

E a cenografia, que para muitos esse ano está demorando, ela começou a ser espalhada pela cidade nesta terça-feira (2) e retrata os elementos do trabalho do grande homenageado.

O prefeito Renildo Calheiros, explicou a demora. “A gente sempre monta a cenografia do carnaval de Olinda em cima da hora. Nós já fizemos a experiência de montar com antecedência e foi terrível, por que as pessoas destroem”, disse. “Antes do carnaval nós temos duas virgens. Sai uma num final de semana e a outra no outro [final de semana]. Várias agremiações que arrastam multidões e ela se dá exatamente no espaço onde é feita a cenografia”, completou.

A decoração vai ficar disponível na Avenida Sigismundo Gonçalves, Prudente de Moraes e Praça do Carmo, e em frente à prefeitura. Rafael Carneiro traz os detalhes:

O cangaceiro Alceu que tem estreia do filme a Luneta do Tempo em março, no qual foi ator, roteirista e diretor ficou surpreso com a escolha. “É uma homenagem como uma coincidência. Na vida, eu sempre vejo coincidências. No momento em que vou lançar um filme dia 24 de março em todo o Brasil, que fala sobre o circo, de repente, me convidam para ser homenageado aqui no carnaval. Eu acho o circo uma das artes mais criativas”, falou ao lembrar emocionado sobre o filme e a sua relação com a cidade. “É a cidade que me encanta, onde eu componha, onde eu escrevo poemas, crônicas, escrevo e escrevi o roteiro desse filme durante dez anos”, contou.

E para participar do enorme circo que vai se transformar Olinda, algumas orientações são importantes. O estacionamento legal vai funcionar no Memorial Arcoverde, com valores de 20 reais para carros e 35 para utilitários.

O trânsito vai passar por mudanças, claro. O fluxo fica liberado mesmo é para folia. Serão 24 bloqueios fixos e móveis a ser definido. A limpeza vai ter um megabloco formado por cerca de mil homens com uma missão de preparar a cidade para cada dia de festa.

E no Sítio Histórico é proibido entrar com garrafas de vidro. De resto, é levar a fantasia e brincar com responsabilidade.

Mais Lidas