TORRE

"Muita gente aqui não sabe onde vai ficar", lamenta morador de comunidade Santa Luzia atingida por incêndio

O fogo já foi controlado. Chamas começaram a ser alastrar às 10h

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 03/02/2016 às 13:21
Leitura:

As chamas que começaram por volta das 10h, desta quarta-feira (3), destruíram a comunidade Via Mangue, dentro de outra comunidade, a Santa Luzia, na Torre, Zona Norte do Recife.O fogo já foi controlado. Em uma das moradias, um botijão de gás teria entrado em combustão e o fogo teria atingido o barraco e em seguida se alastrou.

As causas ainda não são certas. Só após o trabalho da perícia que será possível a confirmação das causas do incêndio.

O Corpo de Bombeiros trabalha no local, mas encontrou dificuldades para entrar na comunidade, por conta do difícil acesso. São muitas casas conjugadas, ou seja, muito próximas. Elas ficam às margens do Rio Capibaribe.

A situação é desesperadora, pois muitos moradores tentam salvar os pertences enquanto o fogo avança rapidamente. Não há, ainda a informação exata de quantas famílias residem no local, há uma estimativa de 500 famílias vivendo na comunidade.

O líder comunitário Emílio contou que alguns dias atrás foi na URB tentar regularizar as moradias. “Faz sete anos que a gente está aqui dentro lutando para isso. Teve que acontecer um negócio desse agora para movimentar em alguma coisa ”, disse.

Segundo o morador, ele disse que estava trabalhando quando soube do incêndio. A preocupação agora é com o destino dessas famílias. “Tem muita gente aqui que não sabe onde que vai ficar”, revelou. “O destino agora vai ser para liberar algumas coisas, tentar salvar e amenizar alguma situação. Tem gente que perdeu documento”, lamentou o morador.

Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

O assessor de comunicação do Corpo de Bombeiros, major Edson Marcone,disse que foram 10 viaturas do Corpo de Bombeiros para controlar as chamas.

Ouça os detalhes na entrevista:

A Prefeitura do Recife informou que, diante do incêndio, já está com equipes das secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Saúde e Governo, além da Defesa Civil, Assistência Social e Guarda Municipal no local. As equipes estão atuando no sentido de dar a primeira assistência aos moradores da comunidade.

Mais Lidas