CIDADE ALTA

Homem da Meia-Noite desfila e abre de vez o carnaval de Olinda

Este ano, o bloco homenageia as mulheres. Esta é a 84ª edição da agremiação

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/02/2016 às 0:23
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal

Depois da alegria e fervorosidade trazida às ruas do Recife pelo Galo da Madrugada neste Sábado de Zé Pereira (6), quem faz a festa nas ladeiras de Olinda é o Homem da Meia-Noite. O bloco, criado em 2 de fevereiro de 1932, se apresenta pela 84ª vez, e este ano homenageia as mulheres.

Embora o carnaval de Olinda tenha sido aberto oficialmente na quinta-feira (4), para os olindenses, quem inicia as festividades de fato é o Homem da Meia-Noite. Com o tema "A essas e tantas outras mulheres", o calunga mais querido do carnaval pernambucano prestou homenagem à cantora Nádia Maia, à atleta Yane Marques e à filha do marceneiro Benedito Bernardino - um dos fundadores do bloco -, Dona Irene Bernardino, de 93 anos, que não pôde comparecer à celebração.

Embora o carnaval de Olinda tenha sido oficialmente aberto na última quinta-feira (4), para os olindenses, o Homem da Meia-Noite é quem inicia as festividades. O repórter Rafael Carneiro acompanha o desfile:

Desde cedo, os foliões se concentraram na sede do Clube, na Estrada do Bonsucesso, em Olinda, se preparando para os 4km de trajeto. Este ano, o Calunga se encontra com a sua “parceira oficial”, a Mulher do Dia, durante o trajeto pelas ruas da Cidade Alta, o que não acontecia há 25 anos. Uma novidade é que a Av. Joaquim Nabuco e a Rua da Boa Hora foram incluídas no percurso do desfile. Outra mudança é a participação da Gigantes do Samba – escola de samba de Água Fria, Zona Norte do Recife – que conduz o desfile com parte da bateria e algumas alas que se apresentaram em frente à sede do clube, antes da saída do boneco.

Mais Lidas