TRADIÇÃO

Eduardo Campos e Miguel Arraes disputam título de melhor enredo na passarela do samba

Desfile acontece na Avenida Nossa Senhora do Carmo e reúne seis agremiações

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 08/02/2016 às 9:38
Leitura:
Gigante do Samba vai homenagear centenário de nascimento de Miguel Arraes. Foto: Luiz Pessoa/NE10


Para quem pensa que o carnaval do recife é feito apenas de frevo e maracatu, está enganado. Nesta segunda-feira (8), a partir das 21h30, a Avenida Nossa Senhora do Carmo, no centro do Recife, recebe mais um tradicional desfile das Escolas de Samba de Pernambuco.

A primeira das seis agremiações a entrar na avenida é a Unidos De São Carlos, do bairro de Afogados. Por volta das 22h40, será a vez da Estudantes de São José, e seus mais de 66 anos de história, entrar na avenida. Em seguida, é a vez de Rebeldes do Samba, escola que fica em Jaboatão dos Guararapes.

A quarta escola a entrar na avenida é a Galeria do Ritmo, que chega ao desfile com o samba enredo “E nós não vamos desistir”, parafraseando o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos. O coordenador geral da escola, Wellinton do Pandeiro, diz que a homenagem ao socialista morto em acidente de avião durante a campanha eleitoral de 2014 foi mais do que merecida.

O desfile segue por volta da 1h30 da terça-feira (9), com a verde e branco Limonil. A última agremiação, a octacampeã Gigante do Samba, deve começar a desfilar às 2h40. De acordo com o presidente da Gigante, Rivaldo Lacerda, o samba enredo é uma homenagem a Miguel Arraes, que completaria 100 anos em 2016.

Mais Lidas