Cultura

Tradicional encontro de maracatus rurais em Olinda destaca legado do eterno Mestre Salustiano

O Espaço Ilumiara Zumbi, na Cidade Tabajara em Olinda, abre as portas 37 grupos de Maracatu, além de caboclinhos e orquestras de frevo

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 08/02/2016 às 7:06
Leitura:
Foto: Passarinho Divulgação/Prefeitura de Olinda


Há 26 anos, Manuel Salustiano Soares, mais conhecido como Mestre Salustiano, começou a reunir grupos culturais de vários municípios em plena segunda-feira de carnaval (8). Hoje a festa começa às 8h com homenagem a dois importantes mestres da cultura popular: Gentil do Leão Misterioso, de Tracunhaém, e Maná Roque do Leão das Cordilheiras, de Araçoiaba.

Os 37 grupos vão se concentrar na Casa da Rabeca, espaço cultural criado também pelo Mestre Salustiano. Caboclinhos, orquestras de frevo e passistas vão animar o público, formado por pernambucanos da gema e turistas.

O Maracatu Rural ou de Baque Solto é uma expressão tem como personagens o Caboclo de Lança, Mateus e Catirina, e Catita. Um dos organizadores do chamado carnaval mesclado, Pedro Salustiano diz que o legado do pai não será esquecido:

Mais Lidas