CONFUSÃO

Ambulantes contabilizam o prejuízo depois de confusão e pancadaria no Marco Zero

O produtor da Rádio Jornal, Marcelo Barreto, esteve no local para se divertir, mas nos trouxe apenas relatos de medo e insegurança

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/02/2016 às 13:32
Leitura:
Foto: Rádio Jornal


A terça-feira Gorda foi para contabilizar o prejuízo causado pelas brigas, arrastões e empurra-empurra, registrados na quarta noite de shows de Carnaval no Marco Zero do Recife.

O que era para ser palco de alegria, virou cenário de muita confusão e insegurança. O produtor da Rádio Jornal, Marcelo Barreto, que estava no local, relata o que viveu:



Nesta terça (9), ainda era presente o rastro de destruição e quebradeira. O saldo negativo não ficou só para quem foi aproveitar a folia, mas também para os ambulantes do entorno do Marco Zero. Quem trabalha há muitos anos no comércio do local nunca tinha passado momentos de tanto sufoco.

No encontro da Alfredo Lisboa com a Vigário Tenório, barracas foram reviradas e tapumes foram arrancados. No local, os comerciantes lamentavam o prejuízo e reclamavam da falta de segurança.

Em nota, o Comando Geral da Polícia Militar disse que o episódio de tumultos registrados na madrugada desta terça-feira, não retrata o resultado operacional do emprego dos policiais militares na região. A nota diz ainda que foi empregado um efetivo de 822 PMs no policiamento do local.

Mais Lidas