ENTREVISTA

Ministra Tereza Campelo participa no Recife de mobilização nacional de combate ao mosquito

Para cada estado da federação, pelo menos um integrante do primeiro escalão federal vai às ruas fortalecer o combate

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/02/2016 às 9:49
Leitura:


Neste sábado (13), integrantes do Exército, Marinha e Aeronáutica, Exército iniciam a segunda fase do cronograma de combate ao mosquito Aedes aegypti. Serão deslocados 220 mil homens e mulheres das três Forças para uma mobilização nacional. Simultaneamente, ministros estarão presentes nos 26 Estados e no Distrito Federal. A presidente Dilma também participa da ação.

A responsável pela pasta do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campelo, vem a Pernambuco para fortalecer a ação. Junto com ela, o comandante Nacional do Exército, Eduardo Villas Bôas, também participa do encontro com o Governo do Estado, prefeituras do Recife, Olinda, Paulista.

Em entrevista ao comunicador Wagner Gomes, a ministra explicou o cronograma e reforçou a importância da participação social da “guerra” contra o Aedes. “Hoje ainda não temos uma vacina contra o zica vírus. Só há um remédio que é combater o mosquito e evitar que ele transmita a dengue, a chicungunha e a zica”, disse Tereza Campelo.

A meta da mobilização é visitar três milhões de residências em cerca de 350 cidades. Só no Recife, 6.274 pessoas participam da ação. A ideia é conscientizar a população para a necessidade de repetir a faxina toda semana. “O ovo do mosquito pode viver até um ano. Não adianta fazer a limpeza só uma vez, ela precisa ser feita permanentemente”, afirma.

Veja a lista completa de ministros que participarão da mobilização contra o Aedes aegypti por estado:

Presidente Dilma Rousseff - Rio de Janeiro (RJ)

Aldo Rebelo (Defesa) – Campinas (SP)

Alexandre Tombini (Banco Central) – Brasília (DF)

Aloizio Mercadante (Educação) – Osasco (SP)

Antonio Carlos Rodrigues (Transportes) – São Paulo (SP)

Armando Monteiro (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) – Natal (RN)

Carlos Gabas (secretário especial da Previdência) – Porto Velho (RO)

Carlos Higino (Controladoria-Geral da União) – Crato (CE)

Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) – Vitória (ES)

Edinho da Silva (Secretaria de Comunicação Social) – Maceió (AL)

Eduardo Braga (Minas e Energia) – Porto Alegre (RS)

George Hilton (Esporte) – Campo Grande (MS)

Gilberto Kassab (Cidades) – Cuiabá (MT)

Gilberto Occhi (Integração Nacional) – Aracaju (SE)

Guilherme Walter Ramalho (Aviação Civil) – Feira de Santana (BA)

Gustavo do Vale (presidente da Infraero) – Macapá (AP)

Helder Barbalho (Portos) – Santos (SP)

Henrique Eduardo Alves (Turismo) – João Pessoa (PB)

Izabela Teixeira (Meio Ambiente) – Niterói (RJ)

Jaques Wagner (Casa Civil) – São Luís (MA)

José Eduardo Cardozo (Justiça) – Fortaleza (CE)

Juca Ferreira (Cultura) – Rio Branco (AC)

Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) – Curitiba (PR)

Marcelo Castro (Saúde) – Salvador (BA)

Marcos Jorge de Lima (Secretário-executivo do Ministério do Esporte) – Boa Vista (RR)

Miguel Rossetto (Trabalho e Previdência Social) – Palmas (TO)

Míriam Belchior (presidenta da Caixa) – Florianópolis (SC)

Nelson Barbosa (Fazenda) – Goiânia (GO)

Nilma Lino Gomes (Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos) – Teresina (PI)

Patrus Ananias (Desenvolvimento Agrário) - Belo Horizonte (MG)

Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo) – Manaus (AM)

Tereza Campello (Desenvolvimento Social) – Recife (PE)

Valdir Simão (Planejamento) – Belém (PA)

Mais Lidas