HABITAÇÃO

Prefeitura do Recife derruba barracos reerguidos na comunidade Santa Luzia, no bairro da Torre

Comunidade foi destruída por um incêndio no dia 3 de fevereiro

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/02/2016 às 17:39
Leitura:
Foto: Lélia Perlim/ Rádio Jornal

Famílias desabrigadas após o incêndio do dia 3 de fevereiro na comunidade Santa Luzia, no bairro da Torre e que estavam reocupando o local reclamam da ação da prefeitura do Recife nesta sexta-feira (12). As pessoas afirmam que, pela manhã, policiais militares e agentes da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano chegaram derrubando os barracos que já estavam sendo reerguidos.

Um dos moradores, Murilo Silva Passos, que é ajudante de pedreiro, detalhou a situação. “Dois dias depois meu tio me deu R$ 500. Eu me levantei, né? Eu tenho família, claro que eu tenho que voltar para o meu canto. Aí chegaram de manhã aqui, querendo saber de nada, tudo derrubando. A gente é pai de família. A gente só quer o que é nosso”, denunciou Murilo.

Ele tem uma filha de nove meses e outra de cinco anos. Segundo o ajudante de pedreiro, ele está vivendo apertado na casa da mãe, por isso o desejo de retornar para o local onde vivia. Ele ainda fala sobre a pouca ajuda da prefeitura. “Só doou cesta básica e colchão. E não quis saber de mais nada”, revelou.

Confira os detalhes no flash de Lélia Perlim:

Alguns policiais militares estavam no local, na tarde desta sexta-feira. O terreno fica próximo ao CAIC. Os agentes da secretaria ficaram no local para impedir qualquer ação por parte dos moradores para reerguer os barracos.

A prefeitura do Recife se antecipa a uma recomendação do Ministério Público de Pernambuco. O documento determina que a área não seja ocupada novamente por se tratar de uma área de mangue, de preservação ambiental, protegida por lei contida na Constituição Federal e no Código Florestal.

Mais Lidas