VISIBILIDADE

Aluna transexual da UFPE é uma das pessoas aprovadas no Exame da OAB

Nesta segunda-feira, será empossado formalmente o presidente da entidade em Pernambuco, Ronnie Duarte

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/02/2016 às 9:32
Leitura:
Foto: Reprodução/Facebook

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou a lista de aprovados na segunda fase do XVIII Exame de Ordem Unificado, aplicado no dia 17 de janeiro. A aprovação no exame é necessária para a inserção de bacharéis em Direito nos quadros da entidade como advogada ou advogado. Apenas podem realizar o exame estudantes no último ano da graduação, mesmo que com colação de grau pendente, além de pessoas já formadas.

Entre as pessoas aprovadas, está a advogada Robeyoncé de Lima, de 27 anos, aluna do curso de Direito da tradicional Faculdade de Direito do Recife (FDR), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Robeyoncé é primeira transfeminista a passar no Exame da Ordem.

Em março de 2015, a UFPE regulamentou uso do nome social por travestis e transexuais, agora sendo possível pedir a inclusão do nome social desde o momento da matrícula. Sendo assim, Robeyoncé, que é uma mulher transexual, teve o nome reconhecido e normatizado nos documentos e normativos internos universidade.

No Facebook, Robeyoncé divulgou a aprovação na OAB, que foi celebrada pelos amigos e parabenizada pela Diretoria LGBT da UFPE.

A Rádio Jornal parabeniza todas as pessoas aprovadas no exame e, em especial, a Robeyoncé, pelo esforço e resistência.

POSSE - Embora tenha assumido o cargo formalmente no dia primeiro de janeiro, Ronnie Duarte será declarado nesta segunda-feira (15), presidente da OAB em Pernambuco, para o triênio 2016-2018.

Entre as metas do novo presidente, está a regulação de um piso salarial para os advogados e a defesa dos direitos constitucionais da categoria. No mês passado, o novo presidente contratou uma consultoria para fazer um diagnóstico dos problemas internos da OAB.

O presidente optou por uma cerimônia simples e rápida com o início (20h) e fim (21h30) no auditório do Hospital Pedro II (IMIP), na Rua dos Coelhos, 300 – Boa Vista/Recife.

Mais Lidas