#XÔAEDES

Fundação Oswaldo Cruz apresenta técnica para controle do transmissor da dengue, chikungunya e zika

A ideia é tornar os mosquitos Aedes aegypti macho estéreis e impedir a reprodução da espécie

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/02/2016 às 5:41
Leitura:


A técnica visa esterilizar mosquitos macho com radiação gama, provenientes de energia nuclear. Esterilizados, os mosquitos machos produzem espermatozoides nulos. Com isso, ao acasalarem com as fêmeas, eles não conseguem produzir larvas.

Como o Aedes fêmea fica disponível para acasalar apenas uma vez na vida, o cruzamento com machos estéreis acaba impedindo novas reproduções. Os testes fazem parte de um projeto desenvolvido pelas Fundação Oswaldo Cruz, Fiocruz, e Universidade Federal de Pernambuco. Saiba mais na reportagem de Rafael Carneiro:

O estudo está sendo desenvolvido na Praia da Conceição, no Arquipélago de Fernando de Noronha, considerado um lugar isolado pelos pesquisadores. A pesquisadora da Fiocruz, Alice Varjal, concede entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira para explicar os detalhes da pesquisa.

Mais Lidas