ELEIÇÕES

Eleitores de Olinda madrugam na fila para tentar recadastramento biométrico

A cidade corre o risco de perder o direito ao segundo turno nas eleições caso não recadastre mais de 200 mil votantes

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/02/2016 às 15:26
Leitura:
Uma enorme fila se formou de pessoas em busca do recadastramento
Foto: Clarissa Siqueira/ Rádio Jornal


O prazo para realizar o cadastramento biométrico do título eleitoral vai até o dia 31 de março. Para isso, basta procurar um posto do Tribunal Regional Eleitoral, levar documento de identidade, comprovante de residência e regularizar a situação. Fácil, certo? Na teoria, sim! O problema é que muitos eleitores não estão conseguindo atendimento nos postos do TRE.

Em Olinda, cidade que corre o risco de perder o direito ao segundo turno nas eleições caso não recadastre mais de 200 mil votantes, foram montados postos extras para o atendimento. Porém, nesta terça-feira (16), dezenas de pessoas que foram ao Centro de Convenções de Pernambuco, no bairro de Salgadinho, ficaram revoltadas por não serem atendidas.

No estacionamento do local foram colocados dois ônibus do TRE, com capacidade para oito atendimentos simultâneos. Entretanto, logo cedo, um ônibus ficou sem funcionar e no outro, apenas dois funcionários conseguiram prestar o serviço devido a problemas no sistema.

Confira os detalhes na reportagem de Clarissa Siqueira:

O auxiliar de serviços gerais, Sidvânio Roberto chegou às 7h para tentar se cadastrar. “Tinha pouco mais de trinta pessoas na minha frente. Disseram que era por ordem de chegada e só. Quando a gente chega aqui os ônibus não atendem quatro pessoas como eles falam. A gente quando chega aqui não é por ordem de chegada, é por ficha. Muitas pessoas aqui faltaram o trabalho para serem atendidas”, se queixou o eleitor.

Outro problema no local foi a distribuição das fichas. No posto de atendimento temporário do centro de convenções só há capacidade para atender 200 pessoas por dia, 100 pela manhã e outras 100 a tarde. Esse número foi considerado insuficiente por quem acordou antes do raiar do sol para tentar acertar as contas com a Justiça Eleitoral. Foi a situação da dona de casa Andrea de Oliveira. “Eu cheguei aqui 5h15, não tinha ninguém. Fui a primeira. Vim ontem e da outra vez eu fui em Olinda e não consegui”, contou.

A partir do dia 1º de abril, os títulos que não forem renovados vão ser cancelados. Com isso, o cidadão fica impedido de acessar o programa bolsa família, empréstimos bancários e até emitir passaporte, por exemplo.

Em Olinda, o eleitor pode regularizar a situação do título nos postos fixos do TRE, um localizado no Centro da Moda, em Peixinhos e outro da Rua de São Bento, no bairro do Varadouro. O agendamento pode ser solicitado pelo site www.tre-pe.jus.br/eleitor. O órgão foi procurado pela reportagem, mas não respondeu as solicitações até o começo da tarde de hoje.

Mais Lidas