REDE PÚBLICA

Autoridades em saúde culpam arboviroses pela superlotação no Hospital Agamenon Magalhães

Em nota, a Secretaria de Saúde afirmou que um plano de ação emergencial está sendo elaborado para desafogar a rede pública

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/02/2016 às 11:12
Leitura:
Foto: Cortesia para a Rádio Jornal

Nos corredores da unidade médica em Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, os pacientes disputam espaços entre as macas e cadeiras. A demora no atendimento e a falta de higiene também incomodam, inclusive, os acompanhantes dos doentes.

Bruno Miguel Soares, de 23 anos, deu entrada no Agamenon Magalhães na última segunda-feira (18). Por conta da diabetes, o jovem perdeu a visão e atualmente precisa de hemodiálise três vezes por semana. O procedimento foi realizado mas o paciente, na maca, continua reclamando de dores.

A maioria dos doentes na emergência têm sintomas comuns a dengue, febre chikungunya e zika vírus – as arboviroses. Maria Aparecida Soares Miranda, tia de Bruno Miguel, fala dos riscos a saúde do sobrinho:

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde reconhece que o Hospital Agamenon Magalhães sofre com a superlotação. Um plano de ação emergencial está sendo elaborado para atender as necessidades da rede pública. Serão levados em consideração o reforço de profissionais especializados, medicamentos e outros insumos.

Já o paciente Bruno Miguel Soares será encaminhado a uma clínica de hemodiálise nos próximos dias.

Mais Lidas