CRIME

Potiguares são presos no Sertão de Pernambuco em carro carregado de armas e explosivos

Se forem condenados, transportadores podem pegar até seis anos de prisão. Polícia Federal investiga formação de quadrilha

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/02/2016 às 10:55
Leitura:
Foto: Divulgação/Polícia Militar


Reportagem de Rafael Carneiro

A Polícia Federal em Pernambuco apresentou nesta terça-feira a prisão de dois norte-rio-grandenses, ou potiguares, suspeitos de tráfico de armamentos e explosivos. Erivaldo Catrário de Melo, de 37 anos, e Fancisco Marcílio Patrício Machado, de 30 anos, foram presos pela Polícia Militar, no último domingo, na cidade de Cabrobó. Eles tinha saído de Petrolina com um carro carregado com mais de 60 munições, um fuzil 762 e uma metralhadora. Todos os ítens eram de fabricação caseira.

Como eles são naturais do Rio Grande do Norte, depois de presos, Erivaldo Melo e Fancisco Machado foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro, onde foram autuados. Em seguida, os presos realizaram exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal da cidade e foram encaminhados para a Cadeia Pública de Salgueiro, onde estão à disposição da Justiça.

Foto: Divulgação/Polícia Militar


De acordo com o chefe de Comunicação da Polícia Federal em Pernambuco, Giovani Santoro, os dois foram presos por possuir e transportar artefato explosivo. O desafio agora é descobrir se eles faziam parte de uma quadrilha e onde esse material seria vendido. A PF também investiga se os explosivos seriam usados para a explosão de caixas eletrônicos.

Mais Lidas