ECONOMIA

Brasil perde selo de bom pagador da agência de classificação de risco Moody's

Confira na coluna Economia & Negócios desta quarta-feira

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/02/2016 às 17:27
Leitura:
Foto: Reprodução internet


A agência de classificação de risco Moody's tirou o selo de bom pagador do Brasil nesta quarta-feira (24). A agência cortou a nota da dívida brasileira em dois degraus e a colocou em perspectiva negativa, indicando que mais cortes podem acontecer.

Na coluna de Economia & Negócios, Écio Costa falou sobre o assunto. De acordo com o economista, o que chama a atenção nesse rebaixamento, é o que vem descrito por eles como um dos motivos para o rebaixamento. “A Moody’s foi o terceiro rebaixamento e nessa vez, ela baixou dois degraus na classificação. Foi um rebaixamento com muita força, com perspectiva negativa, indicando que pode cair ainda mais, devido ao cenário de piora nas contas do país e baixo crescimento”, disse.

Confira a coluna Economia & Negócios:

A agência já tinha colocado a nota em revisão para rebaixamento em dezembro.

Em nota, a Moody's afirma que o rebaixamento foi motivado pela "perspectiva de deterioração dos indicadores de dívida do Brasil em um ambiente de baixo crescimento e com a dívida provavelmente excedendo 80% do PIB nos próximos três anos".

A agência ainda destacou que “a crise política brasileira segue dificultando os esforços de consolidação fiscal das autoridades e adiando reformas estruturais".

Mas o que significa o rebaixamento da nota de crédito de um país? Veja explicação:

É que quando os investidores compram papéis de um país, eles esperam receber o dinheiro de volta no futuro com juros. Quando um governo tem avaliação ruim, considera-se que há risco dele dar um calote e não pagar esses investidores.

Se houver desconfiança sobre essa devolução, fica difícil conseguir vender esses títulos, e o país tem de pagar mais juros aos investidores para compensar o risco maior. O país com mais confiança, hoje, são os EUA.

A classificação de risco indica aos investidores se um país, empresa ou negócio, é considerado um bom pagador ou não.

Confira mais informações com Romoaldo de Souza:

Mais Lidas