INVESTIGAÇÃO

Corpo de homem que morreu com suspeita de Guillain-Barré será sepultado em Camaragibe

Arthur faleceu no início da manhã de ontem (23) no Hospital da Restauração após ter sido internado no dia 12 fevereiro

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/02/2016 às 15:14
Leitura:
Foto: Reprodução/ Facebook


Será sepultado na tarde desta quarta-feira (24) no cemitério de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, o corpo do recepcionista Arthur da Silva, de 33 anos.

Arthur faleceu no início da manhã de ontem (23) no Hospital da Restauração após ter sido internado no dia 12 fevereiro, com sintomas semelhantes da síndrome de Guillain-Barré.

De acordo com o sogro do paciente, o senhor Aníbal Cassiano, Arthur estava trabalhando quando começou a apresentar os primeiros sinais da doença. “Ele passou o período de carnaval em Itamaracá, retornou na quarta-feira e na quinta-feira voltou a trabalhar. Lá ele sentiu que não tava bem aí disse que ia no [hospital] D’Ávila”, contou. “Só que ele tinha ido trabalhar de moto e ele foi, só que quando chegou próximo ao D’Ávila ele perdeu as forças dos braços e das pernas, aí a moto ficou desgovernada e caiu”, relatou o sogro, afirmando que Artur disse que não estava sentindo o movimento dos membros.

Confira os detalhes na reportagem de Juliana Oliveira:

No hospital, Artur foi medicado e liberado. A médica que o atendeu disse para ele voltar caso se sentisse pior. “Ele foi para o banheiro e caiu no meio da casa”, revelou, dizendo ainda que Artur urinou sangue e foi encaminhado para o HR, pois seu caso era neurológico.

Ele ainda falou que conversou com médicos do hospital. Segundo o senhor Aníbal, uma médica falou que o quadro dele não era estável e que ele precisava urgentemente de uma UTI. Ele disse que os médicos não falaram para os familiares que se tratava da síndrome.

Em nota, a assessoria do Hospital da Restauração, informa que o paciente Arthur da Silva deu entrada na unidade hospitalar com um quadro de complicação neurológica e infecção respiratória.

Mas ainda de acordo com o sogro do paciente, após a autopsia foi constatado que a morte do jovem foi ocasionada pela síndrome de Guillian-Barrê.

A síndrome de Guillian-Barrê é uma doença autoimune que ocorre quando o sistema imunológico do corpo ataca parte do próprio sistema nervoso central ocasionando uma inflamação dos nervos e provocando fraqueza muscular.

Mais Lidas