RÁDIO DO POVO

Projeto Rádio do Povo inicia agenda 2016 cheio de novidades

A próxima comunidade a receber o projeto será Caetés Velho, em Abreu e Lima. As ações acontecerão de 7 a 11 de março

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/02/2016 às 16:26
Leitura:


O projeto Rádio do Povo, da Rádio Jornal, iniciou sua agenda de 2016 com muitas novidades, prestando ainda mais serviço para as comunidades que atende ao longo do ano. Com o mote "transformando vidas", o intuito é que a população tenha acesso a oportunidades que possam ajudá-la a ingressar no mercado de trabalho ou adquirir novos conhecimentos, além de oferecer serviços de saúde e cidadania gratuitamente. Sonhos de muitas pessoas já foram possibilitados pelo projeto Rádio do Povo ao longo de mais de 20 anos de história. E muito mais será feito daqui para frente.

Uma das mudanças para este ano foi a periodicidade do projeto. Pensando em dar ainda mais qualidade no calendário de ações e cursos, a organização do Rádio do Povo decidiu ir quinzenalmente até as comunidades. A primeira a ser atendida foi a Vila Saramandaia, em Igarassu, com ações que se iniciaram na última segunda-feira (22) e terminaram na sexta (26).

A abertura contou com uma palestra dos Bombeiros Unidos Sem Fronteiras (BUSF) sobre primeiros socorros e atendimento oftalmológico na unidade móvel do Instituto Altino Ventura. Além disso, a equipe da Rádio Jornal esteve na comunidade realizando entrevistas e ouvindo os problemas do local, reivindicando às autoridades melhorias e soluções para as denúncias feitas pelos moradores.

“Nós só temos a agradecer pelos benefícios que a Rádio Jornal trouxe à nossa comunidade. Desde 2008 recebemos o projeto Rádio do Povo aqui e todos os moradores fazem questão de participar ativamente de todas as ações”, afirmou Célio Santos de Menezes, vice-presidente da Associação de Moradores da Vila Saramandaia.

“Como nós já prevíamos, essa modernização no projeto já começa a ter uma repercussão positiva. A participação dos moradores foi bem maior, assim como a número de denúncias”, comemora Ednaldo Santos, criador e coordenador do projeto.A próxima comunidade a receber o projeto será Caetés Velho, em Abreu e Lima. As ações acontecerão de 7 a 11 de março.

Mais Lidas