GREVE

Secretário de Administração do Recife ameaça descontar dias dos servidores que aderirem à paralisação

Após reunião com secretário, servidores municipais decidiram manter o movimento por tempo indeterminado

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 29/02/2016 às 14:54
Leitura:
Foto: Reprodução

Depois de reunião na sede da prefeitura com o secretário de Administração, servidores municipais do Recife decidiram manter a greve iniciada nesta segunda-feira (29). Os funcionários públicos afirmam que não houve nova proposta por parte da gestão que insiste em vincular o reajuste salarial da categoria ao aumento real da receita líquida da capital.

O diretor do Sindicato dos Servidores da Prefeitura (Sindsepre), Clínio Oliveira, comenta a decisão da categoria. “Sindsepre mantém a posição de permanecer no movimento paredista. Teve reunião com a prefeitura (...). Nada de novo foi apresentado”, disse. “A prefeitura terminou por marcar uma próxima reunião da mesa de negociações para esta próxima quarta-feira (2), pela manhã também, e a gente aguarda com uma expectativa de que venha uma resposta positiva”, acrescentou.

Confira os detalhes na matéria de Lélia Perlim:

O secretário de Administração do Recife, Marconi Muzzio, afirma que vai descontar os dias dos servidores que aderirem à paralisação. “A gente entende que não era o motivo para a greve. A gente entende a ilegalidade dessa greve. Em benefício do próprio cidadão a gente procede o desconto daquele servidor que não comparecer ao serviço, quando a gente entende que essa greve não é cabida ainda”, afirmou. Ele acrescentou que ainda não é possível adiantar se a proposta da prefeitura vai mudar.

Até a próxima reunião, permanecem paralisados serviços na área de saúde, educação, limpeza urbana e trânsito, de acordo com o Sindsepre. Os servidores reivindicam aumento salarial de 13,19% e no vale-refeição de 18,53%.

Mais Lidas