INVESTIGAÇÃO

Primeiro workshop sobre zika vírus no Brasil reúne profissionais de saúde de todo o mundo

O workshop, intitulado A,B,C,D, E do Vírus Zika, é realizado no auditório da Fiocruz

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/03/2016 às 14:14
Leitura:
Foto: Clarissa Siqueira/ Rádio Jornal


Mais de 180 profissionais de saúde de todo o mundo estão no Recife até esta quarta-feira (2), para o primeiro encontro mundial de debates sobre o vírus zika. Palestrantes da Escócia, Colômbia, Reino Unido e Estados Unidos apresentam junto com pesquisadores brasileiros as experiências e estudos sobre a arbovirose, transmitida principalmente pelo mosquito Aedes aegypti.

Entre os participantes estão Alain Kohl, da universidade de Glasgow, na Escócia, Paolo Zanotto, da Universidade de São Paulo, e a coordenadora do estudo epidemiológico desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz de Pernambuco, Celina Turchi.

O workshop, intitulado A,B,C,D, E do Vírus Zika, é realizado no auditório da Fiocruz, localizado na Cidade Universitária, Zona Oeste da capital pernambucana.

Clarissa Siqueira traz os detalhes:

O diretor de Vigilância do Ministério da Saúde, Claudio Maerocitch fala sobre a importância do evento. “Tudo é novo no que se refere à microcefalia causada pelo vírus zika. A possibilidade de trazer diferentes grupos que estão trabalhando com aspectos diversos isso certamente vai elevar a capacidade do sistema de dar respostas mais rápidas para aquilo que está acontecendo”, destacou o diretor.

Até a noite de quarta-feira (2) vão ser debatidos 22 temas, entre eles os desafios da pesquisa de arbovírus, a microcefalia no Brasil e o zika nos últimos 70 anos, quando foi descoberto. De acordo com o diretor da Fiocruz Pernambuco, Sinval Brandão, só com a relação do zika a problemas neurológicos, a exemplo da síndrome de Guillian-barrê e a microcefalia foi que o vírus chamou atenção. Segundo ele, o vírus foi descoberto em 1947, inicialmente em macacos, mas nunca existido um surto do vírus.

As palestras do workshop A, B, C, D, E do Vírus Zika são transmitidas ao vivo, gratuitamente, pelo site da Fiocruz Pernambuco, no https://scf.cpqam.fiocruz.br.

Mais Lidas