ENTREVISTA

“Estamos cortando o ponto dos servidores em benefício da população”, diz secretário de Administração

Categoria está em greve desde o dia 29. Eles não concordam com a proposta de dar 10,67% de reajuste a uma parte dos servidores e 7,5% a outra

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 03/03/2016 às 10:19
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


Depois de uma rodada de negociação, a Prefeitura do Recife apresentou dois planos salariais diferentes aos profissionais. Os servidores que recebem vencimentos abaixo de R$ 1.700 receberiam 10,67%, ou seja, uma correção da inflação do ano passado. Quem ganha acima desse valor, o reajuste seria de 7,5% condicionado ao aumento arrecadação da cidade.

Em entrevista à Rádio Jornal, o diretor do Sindicato dos Servidores da Prefeitura do Recife, Clínio Oliveira, disse que o reajuste oferecido à parte da categoria não agradou a todos. “É importante salientar que a proposta atende categoria parcialmente, mas se mantém a proposta anterior, que é a de aumento de receita e isso é nocivo aos servidores”, disse.

A proposta da Prefeitura vai ser analisada pelos servidores durante uma mesa de negociação do sindicato da categoria, na próxima segunda-feira. Antes disso, os servidores devem se reunir para avaliar as propostas em conjunto.

Em contraponto, o secretário de Administração e Gestão de Pessoas da Prefeitura do Recife, Marconi Muzzio, afirmou que os esforços para chegar a um denominador comum estão sendo feitos. “Ontem mostramos aos servidores que não temos capacidade de oferecer os 10,67% sem condicionar ao crescimento da renda”, disse.

Em relação à greve dos servidores, iniciada na última segunda-feira (29/2), Marconi Muzzio afirmou que as negociações serão suspensas até que todos os servidores voltem ao trabalho. “Estamos cortando o ponto dos servidores em benefício da população”, completou.

Mais Lidas