PARALISAÇÃO

Portões fechados e revolta marcam primeiro dia de paralisação dos servidores do Detran

Esta sexta-feira é o primeiro dia da paralisação de advertência da categoria. Greve esta que já foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/03/2016 às 16:45
Leitura:
Foto: Lélia Perlim | Rádio Jornal


A reportagem da Rádio Jornal esteve em frente à sede do Detran, no bairro da Iputinga, zona Oeste do Recife, onde os portões estão fechados para atendimento dos cidadãos. Esta sexta-feira (04) é o primeiro dia da paralisação de advertência da categoria. Greve esta que já foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 30 mil reais em caso de descumprimento.

Alguns cidadãos que estiveram em frente à sede do órgão e ficaram revoltados porque foram impedidos de entrar. Segundo os vigilantes, o atendimento iniciou as 13h e que 30% das pessoas que iam ser atendidas foram recebidas por conta dessa paralisação.

A design de festa, Célia Silva, conta que estava com exame prático marcado e não conseguiu entrar. “Eles não avisaram e agora eu estou me prejudicando sem pilotar por conta da carteira. Já paguei R$ 1.000 e vou ter que reagendar, que o Detran previsão para sair de greve”, disse.

Confira a reportagem de Lélia Perlim:

Mais Lidas