ENTREVISTA

Não vejo como o Governo Dilma continuar, diz senador Cristovam Buarque

Senador sem partido defende renúncia da presidente e diz que Lula piorou o Brasil

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/03/2016 às 9:56
Leitura:
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado


Com um discurso duro, o senador Cristovam Buarque (sem partido-DF) bateu forte no governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e também no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O político foi entrevistado durante o programa “Passando a Limpo” nesta sexta-feira (11) e comentou sobre o pedido de prisão feito pelo Ministério Público de São Paulo contra o ex-presidente Lula.

“Uma pessoa só pode ser presa com argumentos fortes.Como cidadão eu não acho o pedido justificável, mas não questiono decisão da Justiça”, declarou. Cristovam ainda acredita que “Lula preso é ainda mais forte”. O senador também classificou o ex-presidente como o grande responsável pela grande crise que está instalada no Brasil: “Lula é o responsável por deixar o Brasil hoje pior de que antes, salvo pelo fim da fome”, disse.

QUEDA DA PRESIDENTE

Cristovam Buarque defendeu também a renúncia da presidente Dilma: "a saída da Dilma hoje daria um alívio, uma tranqüilidade. Se o vice Temer fizesse como Itamar, a economia logo se recuperaria”, defendeu.

O político também acredita que o momento é grave porque não há um líder entre a classe política atual. Defendeu ainda a aproximação de PMDB e PSDB em prol de um governo de coalizão: “Não vejo como continuar o governo Dilma sem que o Brasil entre em um desastre completo. É assim que temos que fazer daqui para a frente: pensar o Brasil sem a Dilma”, afirmou.

Mais Lidas