VIOLÊNCIA

Polícia prende dupla envolvida em assassinato de criança de um ano, em novembro de 2015

Cauã Gabriel da Silva Barros foi baleado quando estava no colo do pai

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/03/2016 às 17:53
Leitura:
Cauã foi morto quando estava no colo do pai
Foto: Reprodução/ TV Jornal

Dois suspeitos foram apontados pela Polícia Civil de Pernambuco sendo os responsáveis pelo crime que matou o garoto Cauã Gabriel da Silva Barros, de um ano de idade, em novembro do ano passado.

De acordo com a polícia, Elídio Elias da Silva, de 20 anos e um adolescente de 17 anos cometeram o homicídio devido a uma confusão antiga em uma festa entre o pai de Cauã, o pintor Clayton da Silva, de 22 anos, e um dos suspeitos, o Elídio Elias.

Após a discussão entre os dois, o Elídio resolveu se vingar do pintor e acabou tirando a vida da criança que foi atingida com um tiro na cabeça. O delegado responsável pelo caso, Francisco Junior detalhou que o desentendimento com o pai da criança aconteceu há um ano.

Elidio Elias da Silva foi preso dentro da casa onde mora no bairro da várzea, zona oeste do recife. Com ele a polícia encontrou um revólver calibre 32, mas que segundo o delegado não seria a arma utilizada no crime.

Confira os detalhes na reportagem de Juliana Oliveira:

Já o adolescente foi apreendido pela polícia, na comunidade dos Coquinhos, em Cajueiro Seco, Jaboatão dos Guararapes. Ele foi encaminhado a Funase do Cabo de Santo Agostinho. O outro suspeito se encontra no Cotel, em Abreu e Lima, após mandado de prisão temporária.

O delegado pretende concluir o inquérito em dez dias. Os dois suspeitos foram autuados por homicídio doloso, quando há intenção de matar e por tentativa de homicídio já que o pai da criança seria o alvo do crime. Elídio Elias também foi autuado por posse ilegal de arma.

O crime aconteceu dia trinta de novembro no bairro de Cajueiro Seco, na cidade de Jaboatão. Na ocasião, a vítima estava nos braços do pai quando foi baleada. A criança ainda foi levada ao Hospital da Restauração, mas não resistiu aos ferimentos. O pai também foi atingido por três disparos, mas sem gravidade.

Mais Lidas