IMPEACHMENT

Deputado Mendonça Filho (DEM) confirma eleição de comissão especial na Câmara para julgar impeachment

Reunião para definir os procedimentos acontece nesta manhã. Eleição de membros para compor a comissão vai ocorrer até às 14h

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/03/2016 às 10:20
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet


Em conversa com Geraldo Freire na manhã desta quinta (17), o deputado federal Mendonça Filho (DEM) explicou como deve se dar o processo de julgamento do impeachment da presidenta Dilma na Câmara dos Deputados. Mendonça e outros deputados da oposição devem se reunir ainda nesta manhã para definir como vão ser os procedimentos de criação da comissão especial para julgar o caso.

Segundo Mendonça Filho, a indicação dos nomes dos deputados para compor a comissão deve ocorrer até o meio-dia de hoje, enquanto que a eleição não vai terminar antes das 14h. Por volta das 17h, deve ser realizada, entre os membros eleitos, a eleição do presidente e do relator da comissão. Só depois disso a comissão começa, oficialmente, a funcionar. O deputado acredita que, num prazo máximo de 30 dias, o processo já deve seguir para o plenário para ser votado.

O deputado ressaltou que a comissão não vai ser conduzida pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha. "A comissão especial é independente, ela vai ter 65 membros e cabe a ela eleger um presidente e um relator", explica. Sobre a votação no plenário, a oposição está confiante em conseguir mais votos que o necessário para o processo passar. "Eu tenho certeza de que vamos conseguir bem mais de 342 votos, porque o clima nas últimas semanas na Câmara está pesado, aconteceram vários fatos um pior que o outro", aponta Mendonça Filho.

Confira a entrevista completa com o deputado abaixo:

Mais Lidas