POLÍTICA

Advogados e juristas realizam ato em defesa de Dilma e da democracia

O objetivo foi denunciar as ilegalidades e violações à Constituição Federal dentro do processo de impeachment contra Dilma

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/03/2016 às 7:20
Leitura:
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem


Profissionais da área jurídica, estudantes e professores da Faculdade de Direito do Recife (FDR-UFPE) se reuniram na noite dessa segunda-feira (21), em um ato contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e pela defesa da democracia. De acordo com os representantes da manifestação, o objetivo foi denunciar as ilegalidades e violações à Constituição Federal dentro do processo.

O protesto defende que o impeachment está sendo utilizado de maneira ilegal, como ferramenta para legitimar um golpe. O ato foi convocado pelo “Movimento Zoada”, atual gestão do diretório acadêmico da FDR.

Na mesma universidade, um grupo a favor do impeachment Dilma Rousseff também protestou. O “Ateneu Pernambucano” expôs uma faixa favorável à saída da presidente do governo.

Nesta terça-feira (22), em meio às discussões em defesa da democracia, Dilma Rousseff se reúne com juristas, no Palácio do Planalto. Em dezembro do ano passado, a presidente recebeu 30 juristas contrários ao seu afastamento.

Mais Lidas