BRASÍLIA

Investigação contra ex-presidente Lula ficará na justiça do Paraná

Rosa Weber negou o pedido do governo para que seja mantida a posse do ex-presidente Lula e manteve as investigações sob o comando do juiz Sérgio Moro

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/03/2016 às 16:06
Leitura:

A ministra Rosa Weber do Supremo Tribunal Federal (STF) negou o pedido do governo para que seja mantida a posse do ex-presidente Lula na chefia da Casa Civil da Presidência da República.

A ministra do STF manteve as investigações contra o ex-presidente Lula na esfera da justiça do Paraná sob o comando do juiz Sérgio Moro. O Governo Federal queria que Lula fosse julgado pelos ministros do Supremo Tribunal Federal.

Ministra Rosa Weber
Foto: Fellipe Sampaio / SCO / STF

A comissão do impeachment na Câmara dos Deputados decidiu, nesta terça-feira (22), que vai retirar do requerimento de investigação contra a presidente da República as acusações feitas pelo ex-líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral, de Mato Grosso do Sul.

O senador Delcídio acusa autoridades do Palácio do Planalto da gestão de Lula e também no atual mandato de terem sido coniventes com o desvio de verbas da Petrobras.

A presidente Dilma se pronunciou nesta tarde e disse que não vai renunciar
Foto: Agência Brasil

O relator desse processo na Câmara dos Deputados, Jovair Arantes (PTB), disse que vai fazer um relatório o mais isento possível para evitar questionamentos no Supremo Tribunal Federal (STF) e por isso mesmo a delação premiada de Delcídio do Amaral já foi excluída do processo do impeachment. “A preocupação é não deixar que a justiça possa entrar num processo que é legislativo”, destacou o parlamentar.

A delação do senador Delcídio do Amaral não será utilizada pela comissão
do impeachment

Confira os detalhes na reportagem de Romoaldo de Souza:

[uolmais_audio 15806674 ]

A presidente Dilma Rousseff fez um pronunciamento na tarde desta terça-feira (22), após receber um grupo de juristas e militantes que se manifestaram em defesa do mandato da presidente. A presidente reforçou que não vai renunciar.

Ela agradeceu o apoio e disse que, depois de tanto tempo, a sociedade brasileira está vivendo dias melhores. E, por isso mesmo, os perdedores nas eleições 2014 não estão satisfeitos e estão apelando para o golpe que é, segundo Dilma, o impeachment.

Mais Lidas