SAÚDE

Luz emitida pelos smartphones prejudica o sono, alerta especialista

O oftalmologista Alexandre Ventura abordou o assunto no Movimento desta sexta (1º)

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/04/2016 às 21:40
Leitura:
Foto Ilustrativa

Você sabia que levar o celular para a cama enquanto espera o sono chegar é uma tentativa frustrada de descanso? Isso porque existe uma relação prejudicial entre a luz azul emitida pelos aparelhos e o balanço ideal de luz que seria necessário para garantir um sono tranquilo. Resultado: esse hábito é bastante ruim para a saúde.

Para abordar o assunto, o comunicador Marcelo Araújo conversou, no programa Movimento desta sexta (1º), com o oftalmologista Alexandre Ventura, do Instituto de Olhos Fernando Ventura (IOFV). “A luz azul emitida por smartphones, computadores e tablets promove a sensação de alerta. Ela interfere no relógio biológico, que é guiado pela luz para diferenciar dia e noite e definir o ritmo do corpo. Isso faz com que as pessoas acordem mais cansadas”, alerta o Dr. Alexandre.

Vale alertar, ainda, que este efeito não acontece com todos os aparelhos eletrônicos. Os leitores digitais, por exemplo, não causam este mesmo prejuízo. “Esses aparelhos possuem telas específicas para leitura e não emitem luz azul. Eles se assemelham ao livro físico, cuja leitura é realizada com boa iluminação sobre o papel – e não com emissão de luz vindo da tela, como ocorre com os smartphones”, concluiu o especialista.

Mais Lidas