AACD

Mutirão atende cerca de 200 casos notificados de microcefalia

Ação é voltada para as famílias da Região Metropolitana e acontece na Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD)

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/04/2016 às 15:12
Leitura:
Médicos fazem, entre outros atendimentos, a medição da cabeça das crianças
Foto: Isabela Dias/ Rádio Jornal

Cerca de 200 bebês notificados com suspeita de microcefalia estão sendo atendidos nesta sexta-feira (1º), na Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), no Recife. As famílias são da Região Metropolitana do Recife.

Ao todo, 50 profissionais participam da ação entre neuropediatras, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e voluntários. As crianças são examinadas, os médicos fazem a medição da cabeça e, em alguns casos, elas são encaminhadas para fazer exames como ultrassonografia e tomografia para confirmação ou não da malformação.

A secretária-executiva de Atenção à Saúde, Cristina Mota, disse que as crianças que não são diagnosticadas voltam para a rede assistencial comum. “Aqueles casos que são diagnosticados como microcefalia, através da regulação, vão ser encaminhados de acordo com a necessidade. Se há necessidade de complementar com exame ou parecer de especialista”, disse, acrescentando ainda que também analisado se a criança vai precisar ficar vinculada a algum serviço para fazer o acompanhamento posterior.

Confira os detalhes no flash de Isabela Dias:

No próximo dia 8 de abril será realizada uma outra etapa da ação na Região Metropolitana do Recife. A expectativa é que o mutirão atenda pelo menos 1.800 crianças. Municípios como Caruaru e Petrolina também vão receber atendimento especializado para o diagnóstico de microcefalia.

Mais Lidas