INVESTIGAÇÃO

Seres vai transferir detento após denúncias de espancamento no Cotel

Segundo o tio do detento, o homem foi colocado em uma cela vestindo apenas roupa íntima e é espancado a cada meia hora

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/04/2016 às 16:23
Leitura:


Depois de uma denúncia de espancamento a um detento no Cotel, em Abreu e Lima, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) afirmou que preso vai ser transferido ainda nesta sexta-feira (1º) para outra unidade.

De acordo com Vitor Cesar, que é tio do homem de 21 anos, que está preso há quase nove meses, o detento foi colocado por outros presos em uma cela de castigo vestindo apenas roupa íntima e é espancado por um chaveiro.

Segundo o tio, a informação partiu de pessoas de dentro do presídio. Vitor César afirma que a cada meia hora o sobrinho é espancado.

Confira os detalhes na matéria de Juliana Nascimento:

O promotor da Vara de Execuções Penais, Marcellus Ugiette, explica que a família deve fazer a denúncia formal por meio da 1ª Vara de Execução Penal.
Em nota, a Seres disse que não há registros de agressões ao reeducando no Cotel. Na manhã desta sexta-feira (1º), a Penitenciária Barreto Campelo, que fica em Itamaracá, registrou a morte do detento Thiago Alves de melo, de 30 anos, por disparos de arma de fogo. Segundo a direção da unidade o suspeito de cometer o crime é Adenílson Bezerra da Silva, que estava com a arma do crime.

Mais Lidas