MAIS DE UM MÊS

Continua a greve dos servidores do Detran Pernambuco

Servidores queerm reajuste de 33,25% e vale refeição no valor de R$ 250 reais

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/04/2016 às 14:39
Leitura:
Sevidores do Detran realizaram assembleia na manhã desta segunda-feira (4)
Foto: Clarissa Siqueira/ Rádio Jornal


Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito Pernambuco (Detran-PE), em greve há mais de um mês, decidiram continuar com os trabalhos parados por tempo indeterminado. A categoria, em assembleia nesta segunda-feira (4), definiu que só volta às atividades quando a presidência do órgão abrir as negociações salariais. Eles querem reajuste de 33,25% e vale refeição no valor de R$ 250 reais.

De acordo com o sindicato dos servidores, uma reunião com a diretoria do Detran tinha sido marcada para a última semana, mas não foi realizada. Diante do impasse, o ânimo da categoria ficou ainda mais acirrado.

Do outro lado, o presidente do Detran-PE, Chales Ribeiro, disse que só negocia com os servidores se eles voltarem as atividades.

Confira os detalhes na reportagem de Clarissa Siqueira:

A greve dos trabalhadores do órgão foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco. A multa diária era, inicialmente, R$ 30 mil, mas depois aumentou para R$ 80 mil. Enquanto isso, quem sofre é a população que precisa dos serviços do Detran. Cícero Silva é motorista e precisa renovar a carteira de habilitação. “Eu vim pegar minha habilitação semana passada e quando eu cheguei aqui eles disseram que era só pela manhã. Aí quando eu vim aqui e continua fechado, sem previsão nenhuma”, relatou.

Já a estudante Camila Mendes disse que foi quatro vezes, sem sucesso, ao Detran fazer as provas práticas para retirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Os serviços oferecidos na sede do Detran, no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife, estão 100% parados. Já os atendimentos nas Ciretrans no interior do Estado e nas unidades nos shoppings da capital funcionam parcialmente.

Mais Lidas