CRISE POLÍTICA

"Não temos uma formação política democrática", diz cientista político

Professor de ética e filosofia política da Unicamp, Roberto Romano, foi entrevistado no Passando a Limpo desta segunda (4)

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/04/2016 às 22:02
Leitura:
Roberto Romano foi destaque do Passando a Limpo desta segunda (4) Foto: Reprodução/Internet

Para repercutir uma recente entrevista concedida pelo cientista político Roberto Romano, professor titular de ética e filosofia política da Unicamp, Geraldo Freire e Wagner Gomes conversaram com o especialista no Passando a Limpo desta segunda (4), sobre o atual cenário político e econômico do Brasil. A grande pergunta em questão foi a seguinte: há condições para um debate civilizado?

Para Romano, é difícil que haja este tipo de debate, visto que o Brasil tem uma história social e política bastante violenta. Ele considera que, atualmente, no país, não existe uma formação política democrática. “Quem chega ao poder impõe todas as regras e impede a chegada dos outros ao poder (...) Não há assuntos para se discutir, mas interesses...”, disparou.

Ele defendeu que a presidente Dilma Roussef foi eleita de maneira legal, porém, acredita que o problema é querer administrar o país apenas com base em pesquisas de opinião. Para Romano, é preciso haver negociações. “E a presidente Dilma Rousseff é um desastre nessa linha”, criticou.

Sobre a crise econômica, o especialista comentou que o ajuste fiscal para conseguir liberação de recursos tem como objetivo a manutenção do governo. De acordo com ele, este tipo de medida é prejudicial não só para os empresários, mas também para o trabalhador. “Quando você tem a indústria fechando as portas, você tem o desemprego”, explicou. Além de Romano, o correspondente da Rádio Jornal em Brasília, Romoaldo de Souza, também participou do programa, trazendo as últimas notícias da capital federal.

Ouça o Passando a Limpo, na íntegra:

Mais Lidas