IMPEACHMENT

Pedido de impeachment de Michel Temer cria impasse entre ministro do STF e Eduardo Cunha

Marco Aurélio Mello ordenou que processo arquivado pro Cunha em janeiro fosse reaberto

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/04/2016 às 9:33
Leitura:
Pedido de impeachment contra vice Michel Temer foi reaberto. Foto: Reprodução/Internet


O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, mandou que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, instalasse um processo de impeachment contra o vice-presidente da República, Michel Temer. O pedido é do advogado Mariel Márley Marra, que pediu abertura de investigação contra Temer acusando o vice de ter cometido crime fiscal no exercício da presidência, quando Dilma estava em viagem no exterior.

Na época, Temer abriu créditos suplementares sem autorização do Congresso Nacional, em 5 de janeiro deste ano, o pedido de impeachment contra o vice foi arquivado por ordens de Cunha, mas Marra recorreu, agora, ao STF. Na última terça-feira (5), Marco Aurélio disse que não cabe a Cunha determinar o que pode e o que não pode ser investigado contra um presidente da República.

Ontem, Cunha chamou de absurda a decisão do ministro, dizendo que o Poder Judiciário está afrontando o Legislativo. A Câmara ainda vai apelar para o plenário do STF, mas a determinação do ministro é para que ocorra com Temer o mesmo processo pelo qual Dilma está passando: criação de comissão de impeachment, apresentação de defesa, relatório do processo e votação em plenário.

Saiba mais na reportagem de Romoaldo de Souza:


Mais Lidas