SAÚDE

Menino de 12 anos pode ter morrido por conta da meningite pneumocócica

Secretário de Saúde do Recife disse que não há motivo para pânico e que o caso estava sendo acompanhado

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/04/2016 às 22:45
Leitura:
Imagem: Internet/Ilustrativa

Foi cremado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, o corpo de um menino de 12 anos, que teve a morte encefálica confirmada pela família na manhã desta quinta-feira (7), o que pode ser a primeira vítima de meningite no Recife em 2016.

A criança começou a apresentar os sintomas da doença, que inicialmente pode ser confundida com uma simples gripe, ainda no final de semana passado e procurou um hospital particular da capital. De lá, ela foi encaminhada para o Hospital Correia Picanço, onde não resistiu.

O secretário de Saúde do Recife, Jaílson Correia, lamentou o fato e informa que vinha acompanhando a situação da criança. “A suspeita hoje é de que esse caso seja por um tipo de meningite chamado pneumococo”, disse.

A morte pode ter sido provocada por meningite pneumocócica, com baixa incidência de transmissão de pessoa para pessoa, causada por bactéria, diferente da provocada por meningococo.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

Na escola particular na qual a criança estudava, as aulas foram interrompidas nesta quinta-feira em solidariedade à família.

Ao sinal de febre, dor de cabeça, vômitos e manchas no corpo que não desapareçam quando o local é pressionado é recomendado evitar automedicação e procurar um médico.

A Secretaria Estadual de Saúde está apurando o caso em parceria com a Gerência Epidemiológica do Recife. Amostras do paciente foram coletadas e encaminhadas para realização dos exames necessários para o diagnóstico final.

Em todo o ano de 2015 foram registrados 23 casos da meningite pneumocócica no estado, com dois óbitos.

Mais Lidas