VIOLÊNCIA NO INTERIOR

Assaltos em Pernambuco destroem bancos e assustam população

Duas agências bancárias no interior do Estado ficaram completamente destruídas após ação cinematográfica de grupos fortemente armados

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 08/04/2016 às 15:20
Leitura:
Agência do Banco do Brasil, em Cupira, após a ação
Foto: Bobby Fabisak?/ JC Imagem

Em 48 horas, duas cidades do interior de Pernambuco foram sitiadas e fortemente saqueadas por grupos de assaltantes que investiram, especialmente, contra agências bancárias. As cidades de Macaparana, na Zona da Mata Norte, e Cupira, no Agreste, ainda vivem o medo.

Da madrugada de terça-feira (5) para a quarta-feira (6), moradores do município de Macaparana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, viveram momentos de tensão na noite. Por volta das 23h30, entre 10 e 15 pessoas fortemente armadas invadiram a cidade, que fica a 120 quilômetros do Recife, por cerca de 30 minutos, para assaltar uma agência do Banco do Brasil.

Os detalhes no flash de Suellen Fernandes:

População observa estrago após explosão
Foto: Guga Matos/ JC Imagem

De acordo com testemunhas, a quadrilha explodiu o imóvel, incendiou um veículo e atirou contra policiais. A ação violenta e marcas de bala, além da agência completamente destruída, deixaram os moradores assustados. “A cidade está em estado de choque. Todo mundo surpreso”, comentou o morador Neomar Ferreira.

Segundo a Polícia Militar, o grupo veio da cidade de Natuba, na Paraíba, e antes de chegar em Macaparana, passou por São Vicente Férrer, onde efetuaram disparos contra a delegacia e duas viaturas da polícia do município.

Em entrevista ao Jornal do Commerio, o delegado de Macaparana, Flaubert Queiroz, afirmou que estava na delegacia com um comissário no momento do crime, mas não teve como conter o grupo. “O poder de fogo deles era superior ao nosso. Por segurança nossa e da população, a gente preferiu ficar na delegacia”, explicou.

Viaturas tiveram pneus furados na cidade de São Vicente Férrer
Foto: Guga Matos/ JC Imagem

Após a ação, o grupo fugiu em direção ao estado da Paraíba. Na fuga, grampos foram espalhados pela rodovia que dá acesso a Macaparana para dificultar a perseguição policial. Eles ainda furaram os pneus de outras viaturas das cidades de Bom Jardim, Machados e Surubim.

A outra ação aconteceu no município de Cupira, a 168 km do Recife. Por volta das 3h30 desta sexta-feira (8), um grupo fortemente armado explodiu a agência do Banco do Brasil da cidade.

Registro feito por morador de Cupira, após a ação:

Numa ação semelhante à de Macaparana, os assaltantes deixaram a agência completamente destruída e assustaram a população pela quantidade de tiros disparados. De acordo com informações do 4º Batalhão da Polícia Militar, cerca de 25 homens em quatro carros também colocaram grampos nas estradas que ligam a cidade e em frente ao destacamento da Polícia Militar.

Em seguida, eles destruíram a entrada do prédio, arrombaram caixas eletrônicos da agência e fugiram levando uma quantia em dinheiro que não foi divulgada. De acordo com testemunhas, o grupo usava coletes a prova de balas. Além da explosão, também foram ouvidos muitos tiros.

O radialista Valderlins Santos, da rádio Agreste FM de Cupira, relatou que o prédio corre o risco de desabar e prédios próximos também foram atingidos por estilhaços da explosão.

A suspeita é de que eles tenham fugido em direção à Belém de Maria, na Mata Sul do Estado.

Mais Lidas