FUNASE

Funase vai investigar rebelião que terminou em morte e fuga no Cabo

Um detento de 18 anos morreu vítima de perfurações de arma caseira. Durante confusão, oito internos conseguiram fugir

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/04/2016 às 11:18
Leitura:

A corregedoria da Fundação de atendimento socioeducativo, Funase, abriu uma sindicância para apurar a rebelião ocorrida ontem no Pavilhão 3 do Centro de atendimento socioeducativo do Cabo de Santo Agostinho.

No tumulto, o interno Roberto Rodrigues de Souza Júnior, 18 anos, morreu vítima de perfurações feitas com facas artesanais. Três adolescentes confessaram o assassinato e foram encaminhados para o Cotel, onde vão responder também por dano ao patrimônio público.

Durante a rebelião, oito internos conseguiram fugir e ainda não foram recapturados. As visitas de hoje estão mantidas nos pavilhões que não se envolveram com a rebelião.

Mais Lidas