ESTÍMULO

Mutirão em clínica particular do Recife atende 30 bebês com microcefalia

Mutirão também arrecadou leite e fraldas descartáveis para doar às crianças carentes

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/04/2016 às 14:59
Leitura:
Laura Beatriz, de seis meses, apresenta melhora depois das seções de estímulo. Foto: Ísis Lima/Rádio Jornal


Reportagem de Ísis Lima

Pernambuco concentra o maior número de casos de crianças com microcefalia do país e a rede pública sofre com a superlotação. No total, 303 casos foram confirmados, de acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde. E todos esses bebês precisam de uma atenção muito especial.

Neste sábado (9), 30 crianças com microcefalia receberam atendimento de fisioterapia, terapia ocupacional e fonoaudiologia em uma clínica privada localizada na Zona Norte do Recife. A iniciativa pretende dar uma qualidade melhor de vida aos bebês e conta com apoio do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, da Aliança de Mães e Famílias Raras (Amar), da Associação Pernambucana de Empresas Prestadoras de Serviço de Fisioterapia e Terapia Ocupacional e da União de Mães de Anjos (UMA).

Dezenas de profissionais de saúde e estudantes se uniram para atender, voluntariamente às crianças. E o reconhecimento foi imediato. Maria Ronize, mãe de Raíssa, espera o início do acompanhamento fisioterapêutico da filha. Ela avalia que esse primeiro contato na clínica foi muito importante.

Foto: Ísis Lima/Rádio Jornal

A agente de saúde Luana Vieira, mãe de Laura Beatriz de seis meses, tem visto com os tratamentos uma boa evolução da filha. A proprietária da clínica, Pepita Duran, explica que na próxima ação, no mês de maio, vai se iniciado o atendimento propriamente dito.

A iniciativa realizou ainda a arrecadação de latas de leite especial e fraldas descartáveis para doar às crianças. O mutirão também pretende sensibilizar outros profissionais da área para realizarem ações semelhantes.

Mais Lidas