POLÍTICA

Para Lula, aprovação do relatório pró-impeachment não quer dizer nada

Durante ato no Rio de Janeiro, Lula fez duras críticas à oposição e à imprensa

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/04/2016 às 9:17
Leitura:
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula


O ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva participou, na noite desta segunda-feira (11), de um ato com vários artistas no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro. Quase afônico, o petista discursou por cerca de meia hora onde fez duras críticas à oposição e à imprensa.

O ex-presidente destaca que foi convidado por Dilma duas vezes antes de aceitar o cargo de ministro da Casa Civil para recuperar o Brasil. Lula avalia que a comissão que analisou a abertura do pedido de impeachment foi montada por Eduardo Cunha, presidente da Câmara, com intuito de prejudicar a petista.

O ex-presidente enfatiza que a oposição deve respeitar o voto popular e esperar pelas próximas eleições presidenciais. Mesmo alvo de críticas, o petista diz que não tem raiva dos adversários que utilizam o vale tudo para derrotá-lo. Lula diz que defender a presidente Dilma do processo de afastamento é preservar a democracia:

De acordo com os organizadores, 35 mil pessoas participaram do ato no Rio de Janeiro em prol da presidente Dilma Rousseff. Durante o discurso, o ex-presidente Lula manda um recado para quem quer rifá-lo da política:

Mais Lidas