JULGAMENTO

Policiais militares acusados de torturar e matar jovens são absolvidos

Os policiais teriam obrigado 14 adolescentes a pular no Rio Capibaribe, e fazer a travessia nadando, dois jovens do grupo não sabiam nadar e morreram afogados

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/04/2016 às 22:16
Leitura:
Foto: Alexandro Auler/ acervo JC Imagem


Os Policiais Militares Edvaldo Coelho Pereira Magalhães, Thiago Jackson Araújo e Weldes Felipe de Barros Silva, acusados de cometer dois homicídios e 12 tentativas, foram julgados no Fórum Rodolfo Aureliano, na Ilha Joana Bezerra, área central do Recife, e absolvidos nesta terça-feira (12). Onze testemunhas foram ouvidas, no julgamento, presidido pelo juiz Ernesto Bezerra Cavalcanti.

De acordo com a denúncia, os policiais teriam obrigado 14 adolescentes a pular no Rio Capibaribe, e fazer a travessia nadando, dois dos jovens do grupo não sabiam nadar e morreram afogados. Confira o flash do repórter Henrique Barros:

O primeiro julgamento do caso aconteceu no dia 20 de maio de 2015. Os policiais Aldenes Carneiro da Silva, José Marcondi Evangelista e Ulisses Francisco da Silva, foram condenados a 96 anos de prisão. Neste período, o policial Irandi Antônio da Silva foi absolvido.

No dia 14 de julho do ano passado, o tenente Sebastião Antônio Félix, oficial acusado de comandar o grupo de militares, foi condenado a 150 anos e seis meses de prisão. Todos os acusados recorreram da sentença e seguem em liberdade.

Mais Lidas