SAÚDE

Servidores da UPE protestam contra fechamento da UTI Neonatal do Procape

Se não for encontrada uma solução, a UTI deve ficar fechada até o final de abril. As crianças internadas serão transferidas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/04/2016 às 6:34
Leitura:
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem


Os trabalhadores da Universidade Federal de Pernambuco voltam a protestar nesta quarta-feira (13) em frente ao Pronto-Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape), que fica no bairro de Santo Amaro, no Recife. A rotineira falta de profissionais se agravou e a UTI pediátrica resolveu fechar as portas até o final de abril.

Com dez leitos e três crianças internadas, o setor é referência no Norte/Nordeste no Sistema Único de Saúde.Com o fechamento, as crianças serão transferidas para o Hospital das Clínicas ou para o Hospital da Restauração.

O presidente do Sindicato dos Servidores da UPE, Érico Alves, denunciou o sucateamento da unidade. “Os pais foram ao Ministério Público relatar a situação e estão com medo de os filhos não chegarem nos locais para onde serão transferidos”, diz.

De acordo com a assessoria de comunicação da UPE, o período de fechamento pode ser reduzido, caso a situação seja resolvida. Isso pode acontecer com a disponibilização de outro médico do próprio quadro do hospital ou com a suspensão das férias de um outro profissional da especialidade.

Mais Lidas